sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Grimoire of Grimoires: Dark Revolution

Grimório: Dark Revolution 

"Dark Revolution tem a marca de um álbum do Schattenbahn: Black Metal/ com batidas industriais, letras intransigentemente hostis e uma continuação da quase-ópera da história "Contra os Atlantes". Ao contrário da oferta anterior, Revolution tem arranjos em camadas profundas - mas não são sempre bem sucedidos. "Evil/Truth’s” é estranha, com backing vocals abstratas fornecem um contraponto ao ritmo assombroso. Os rumores estavam certos: as cinco faixas, é uma espiral texturas sônicas. Às vezes, isso permite que as letras passem em sua mente com devaneio de imagens surpreendentes. É um álbum irregular, com momentos brilhantes".
- devilmusicradio.com, mini review de Peter Dis — 3,5


Schattenbahn é uma banda de música. Dark Revolution é um album: experimento libertino projetado para transformar os adolescentes em radical ocultistas. Ele realmente é projetado para ensinar magia, para adorar Satanás e transformá-lo a virar contra a autoridade. Dark Revolution saiu em 2006. Foi lançado em dois formatos: um CD com milhares em circulação e uma edição limitada de 10 LPs de vinil. A edição em vinil é o grimório. Schattenbahn espera que até o CD irá inspirar os Adormecidos para estudar magia e atacar o que ele chama de "instituições de escravos." Apesar de seu estilo e nome, os membros da Schattenbahn não são satanista alemões. A banda e o álbum foram calculados para atrair inquietos jovens para o ocultismo e configurá-los com uma filosofia que provavelmente irá colocá-los em desacordo com qualquer Ordem de magos que encontrar. Eles têm uma popularidade medíocre - o suficiente para fazer uma revolução das Trevas sob qualquer forma. A arte de Dark Revolution é o símbolo do Schattenbahn: um pentagrama despedaçado com uma sombra humana ameaçadora por baixo. Essa arte aparece em todos os álbuns da banda. Nas bordas, runas Atlantes de prata brilhante. A banda não tem o nome (um verdadeiro fã pode identificar o álbum imediatamente), mas o título do álbum aparece muito pequeno, em letras vermelhas. O CD é o mesmo vermelho profundo, carimbado com cinco glifos: símbolos estilizados de cada Torre. O álbum de vinil - o grimório de verdade - é transparente, exceto para o pentagrama Schattenbahn, que parece ser feito de ferro enferrujado.

A coisa toda é mais grosseira do que um LP padrão. O centro tem o título do álbum e a frase: "Desperte e revolte".
As faixas são:
Lado A: Angels of Malice: 13:01, Blade Broken: 8:08.
Lado B: Bleeding Leviathan: 9:44, Evil/Truth: 10:00, No Trap: 5:33.
O texto é o vermelho no preto. O texto diz:
"Schattenbahn é formado por: Blixa Dark (guitarra), Hellson (Vocais), Lyla Regenfeuer (teclados, vocais), Doktor Kultur (Amostragem) e Andy (baixo).
Produzido por Schattenbahn. 
Contato: publik@schattenbahn.de
Desperte e revolte".


Os interessados que visitam schattenbahn.de são redirecionadas para o site de fãs, The Forbidden Army. O domínio está registrado na SBMusik, com sede em Hamburgo, na Alemanha, mas quem realmente visita Hamburgo vai encontrar uma caixa postal que ninguém se lembra de alguém ter visitado. 

História:
Schattenbahn tem todas as caracteristícas de um grupo de Black Metal com Industrial de Hamburgo. Fotos da banda mostram três jovens, magros, vestidos de preto, um senhor de jaqueta de couro e uma mulher careca com fardas militares. Eles se descrevem como "um grupo dedicado à destruição da ignorância e, portanto, da civilização". Quatro deles antes da banda eram jovens rebeldes que adoravam satanás em uma cidade rural do Canadá. Em 1998, o Diabo respondeu à chamada deles. Eles compartilhavam uma visão onde rechaçaram fantasmas, espíritos e monstros antes de cada um deles entrou em uma das quatro cavernas: caminhos das Torres Supernas, onde cada um jurou fidelidade a um aspecto de Satanás. Em pouco tempo, eles atraíram a atenção de John Barged, professor, e músico amador, membro do Conselho Livre e único mago da área. Ele os conduziu para a sociedade desperta. Assim, eles começaram a tocando e encontram um estilo mágico comum. Conseguiram alguns shows em bares, e cuidadosamente repeliam olheiros do Consilium de Toronto. Bargeld usou suas conexões no Conselho Livre para levar sua música para fora. Adotaram o nome alemão Schattenbahn (Estrada das Sombras) e diziam que eram da Alemanha, pois ninguém levaria a sério um grupo de caipiras do Canadá. Algum tempo depois eles lançaram os Álbuns Atlantes: Night in Atlantis (2002) e Fire Column Burn (2004), sucesso de crítica. Cada um foi auto-produzido através SBMusik, uma corporação privada de Bargeld (nessa época ele usava o nome Doktor Kultur). Tocando em pequenos festivais, aumentando seu mistério. A banda lançou alguns singles para manter as pessoas interessadas, mas na verdade eles estavam trabalhando em a sua maior conquista: Dark Revolution.

Schattenbahn como Cabala:
Schattenbahn é uma cabala do Conselho Livre com cinco membros, cada um dos quais segue um caminho diferente, mas todos os que compartilham uma devoção ao que eles chamam de "Satanismo filosófico." Para eles, Satanás é a rebelião encarnada: um espírito de Nietzsche que os encoraja a viver honestamente e apaixonadamente. Eles também acreditam que Satanás é um espírito de magia, tal como existia antes da Queda, que é capaz de derrubar qualquer obstáculo. Schattenbahn são vendidos exclusivamente através de seu fã clube, os pagamentos são eletronicos. Bargeld enviou o LP para selecionar os fãs que estavam prontos para tentar Despertar.

Conteúdo do LP:
Dark Revolution contém cinco clássicos: um para cada canção. Cada um foi projetada para ser representante de uma Torre e seu arcano. Os clássicos estão escondidas nas canções. Elas contêm instruções para cada clássico em Inglês (Lyla), alemão (Kultur) e lingua sublime, mas você precisa tocar o LP de trás para frente, porque é assim que eles foram gravados. Isso não é imediatamente óbvio, porque os vocais foram realizados e digitalmente voltado para a consistência com a harmonia de cada música. quando jogado para trás, os ouvintes notar uma cadência ímpar.

O LP foi concebido desta forma por duas razões. Primeiro de tudo, assim a gravação agir como uma Pedra de Rosetta do Rock para os aspectos da Língua Sublime. Os adormecidos ainda vão encontrar o porções da alta língua ininteligível e não vão conseguir identificar as correspondências em cada língua. Mesmo assim, Schattenbahn acredita que expondo eles a este material podem ajudar a Despertar. Em segundo lugar, ele ajuda magos solitários a aprender a Língua Sublime, e ainda dá a opção de aprender os clássicos em linguagem ordinária. Tocando o LP de trás para frente é uma questão de estilo: uma homenagem calculada para lendas urbanas sobre Satânismo. Se os ouvintes descobrirem que as lendas são verdadeiras, estão mais propensos a serem receptivos à mensagem da banda.

• Sorcerer’s Retribution - Retribuição Filosofal (Música: Angels of Malice; Forças •••, Primórdio ••)
Este feitiço cria uma matriz de cinética e energia mágica em torno do feiticeiro que é sensível à invasão mágica. Este redemoinho do fragmento de forças na órbitas do mago, evitam objetos próximos e deixam nada além de uma brisa ligeira que indicam a sua existência. Quando alguém lança um feitiço de ataque sobre o conjurador a matriz ataca, interceptando a intrusão e seguindo de volta para atacar a fonte.
        Pratica: "Shielding" - Blindagem
        Ação: blindagem
        Duração: prolongada (uma cena)
        Aspecto: vulgar
        Custo: especial
Uma vez lançado, essa magia funciona como a magia de proteção, fornecendo 1 ponto de armadura por ponto no arcano Primórdio do conjurador. Além disso, o feitiço atinge a fonte do ataque mágico com um raio de energia cinética, causando 1 ponto de dano por sucesso. No entanto, a mesma energia que protege o mago é utilizado no ataque, como uma espécie de "defesa de ponto" contra a magia inimiga. Reduza o número de sucessos do ataque pela armadura fornecida para o feitiço. Exemplo, se o conjurador tem 8 sucessos e possui o arcano Primórdio 3, o contra-ataque é tratado como se fosse 5 sucessos. O mago pode voluntariamente reduzir a blindagem concedida pelo feitiço para aumentar sua capacidade de contra-ofensiva. O contra-ataque não usa uma das ações do conjurador. Se a mágica de ataque veio de um artefato ou item, o contra-ataque de energia cinética ataca o objeto. 
Gastando um ponto de mana, o conjurador pode fazer o feitiço por dia. No entanto, uma vez que o feitiço fornece os seus contra-ataque ele se acaba, se o mago passou Mana ou não. Ele pode ser lançado novamente.
        Clássico do Conselho Livre: Angels of Malice - Anjos da Malícia
        Parada de Dados: Presença + Expressão + Forças
Hellson projetou este clássico para derrubar feiticeiros que ousariam em atacá-lo.

• The Metal Dead - Metal dos Mortos (Música: Blade Broken; Morte •••, Matéria •••)
Esse feitiço faz com que os ossos de um cadáver saiam do corpo e sejam transmutados em ferro de arame farpado: tornando-se servos de metal com um espírito capaz de obedecer aos comandos do mago.
        Prática: tecer
        Ação: instantânea
        Duração: prolongada (1 cena)
        Aspecto: vulgar
        Custo: Nenhum
Ele converte a vitalidade do zumbi em Estrutura (pontos-base igual ao seu tamanho). Ele ganha nenhuma Estrutura de sua resistência. O mago também pode gastar sucessos para Durabilidade em uma base de 1 para 1, o que aumenta a Estrutura e atua como armadura. O zumbi pode infligir dano letal em combate corpo a corpo, mas não pode executar tarefas que requerem controle refinado. Ele pode transportar ou arrastar objetos grandes, por exemplo, mas não pode virar uma maçaneta. Ele tem a mesma capacidade intelectual de um zumbi normal. Como qualquer objeto, qualquer um pode danificá-lo de mãos vazias, sofrendo um ponto de dano por contusão por ataque. Os "zumbis" são na verdade esqueletos de metal, amarrados com alquimicamente, com tendões  reconfigurados e pedaços de carne.
        Clássico do Conselho Livre: Blade Broken - Lâmina Quebrada
        Parada de Dados: Perseverança + Ofícios + Morte
Andy projetou este clássico como uma obra de arte. Ele não sonharia em usar um cadáver humano, geralmente, usa cadáveres de animais. O resto da banda ficou impressionada, com Blixa declarando “fucking metal”.

• Hone the Pack Spirit - Aprimorar o Espírito (Song: Bleeding Leviathan; Espírito •••, Vida ••) 
O mago invoca um pacote de espírito de uma forma de vida ou de um enxame para melhorar as habilidades. Isso torna o pacote mais receptivos aos comandos sofisticados e especialmente em ações instintivas. Essa magia funciona apenas em formas de vida com base de social. Ele funciona em leões e formigas, mas não em leopardos e moscas.
O grupo aceita comando sofisticados porque o seu espírito dominante é inteligente o suficiente para interpretá-los, isso sempre resolve instruções ambíguas naturalmente. Além disso, o mago não pode instruir os membros individualmente. Em vez disso, ele entrega os pedidos para o grupo como um todo. O espírito usa sua própria inteligência para executar comandos através dos membros do grupo, atribuindo-lhes tarefas individuais.
        Prática: "Ruling"
        Ação: instantâneas e disputada; alvos testam Vigor reflexivamente
        Duração: Prolongada (1 cena)
        Aspecto: velada
        Custo: 1 Mana
O mago afeta todos os alvos da mesma espécie dentro de uma área definida com base no número de sucessos obtidos. O feitiço deve afetar pelo menos dois alvos ou um enxame para trabalhar no resto.
Sucesso e Alvo
1 sucesso - nenhum efeito, exceto em enxames (onde afeta um enxame no raio de um metro);
2 sucessos - 2 (ou um enxame no raio de 2 metros);
3 sucessos - 4 (ou um enxame no raio de 4 metros);
4 sucessos - 8 (ou um enxame no raio de 8 metros);
5 sucessos - 16 (ou um enxame no raio de 16 metros).
As criaturas sob seu controle são mais competentes em tarefas instintivas. Cada nível de potência acrescenta um dado (máximo 5) para os testes associados a estas tarefas. Isto beneficia somente as ações que a forma de vida iriam realizar na natureza. Lobos ficar melhor em morder, mas não navegar através de tubos de esgoto.
        Clássico do Conselho livre: Bleeding Leviathan - Sangramento do Leviatã
        Parada de Dados: Raciocínio + Sobrevivência + Espírito
Pode parecer que este clássico incentiva a conformidade, mas ela é projetada com a intenção oposta, simbolizando um ladino dentro do corpo político - o "Leviatã". Lyla criou este feitiço para simbolizar o poder de um grupo com suas presa sobre as "ovelhas" que fazem o que a sociedade lhes diz.

• Disinhibiting Sympathy - Simpátia Desibinida (Música: Evil/Truth; Mente •••, Espaço •••) 
O mago torna mais difícil para o seu alvo evitar ceder ao Vício, mas faz com que as condições afetem a todos próximos. A vítima de uma infecção memética que destrói as inibições das pessoas que ela conhece.
        Prática: "Ruling"
        Ação: instantâneas e disputada; alvos testam Perserverança + Gnose
        Duração: Prolongada (1 cena)
        Aspecto: velada
        Custo: 1 Mana
Os alvos que não conseguem resistir ao feitiço devem fazer um teste reflexivo de Perseverança + Autocontrole para evitar que seus Vícios ajam quando uma oportunidade se apresenta, independentemente de se seria ético ou socialmente apropriado fazê-lo. Se a vítima falha no teste Perseverança + Autocontrole ele deve agir dentro de alguns turnos, até a oportunidade surgir. Ele pode usar o tempo para minimizar as consequências possíveis.
A magia afeta não apenas o alvo inicial, mas um número de pessoas indicadas pelo número alvo da magia dentro da de magia simpática. A magia afeta alvos em ordem de sua conexão simpática. Isto é baseado em uma ligação simpática do alvo, e não do conjurador (a menos que o conjurador inflija o feitiço sobre si mesmo).
É difícil para essa magia para provocar atos verdadeiramente hediondos. Se ao ceder ao Vício forçaria uma verificação da Moralidade (ou o equivalente para magos e outros seres sobrenaturais), a vítima ganha bônus na jogada de Perseverança + Autocontrole igual a metade da diferença entre a moralidade do personagem e da Moralidade mínima necessária para forçar uma verificação, arredondado para baixo. Por exemplo, um personagem com uma moralidade de 7, que está em perigo de cometer um pecado de Moralidade 4 acrescenta um dado a seu teste, enquanto um personagem com uma moralidade de 5 que é tentado a cometer o mesmo pecado por causa do feitiço não ganha bônus.
        Clássico do Conselho Livre: Evil/Truth - Mal/Verdade
        Parada de Dados: Manipulação + Expressão + Mente
Doktor Kultur teceu este clássico na letra da canção, que é uma digressão longa e sedutora sobre a natureza da paixão, e como a Autoridade mantém em cheque e como a indulgência é o verdadeiro caminho para a auto-domínio.

• Alternate Scenario - Cenário Alternativo (música: No Trap; Sorte •••, Tempo •••)
O mago se divide em fluxos de tempo múltiplos, indo para uma versão mais favorável do evento em questão.
        Prática: tecer
        Ação: instantânea
        Duração: transitórias (1 turno)
        Aspecto: vulgar
        Custo: 1 Mana
Se o mago com lança com sucesso o feitiço, ele age dentro de um número de realidades alternativas versões do próximo turno a um número igual a potência da magia, mas não mais baixa de seus pontos no arcano ou Sorte. Ele atua ao mesmo tempo, durante cada turno na mesma situação, mas pode realizar uma ação diferente (o jogador faz o teste apropriado para determinar seu resultado, quando aplicável) em cada versão alternativa. O mago pode até tentar a mesma ação básica em duas linhas de tempo diferentes, contando com uma para oferecer um melhor resultado. Ele não pode, no entanto, executar a mesma ação básica em três ou mais realidades.
O mago experimenta o resultado do turno em cada realidade, mas nenhum outro participante no cenário pode mudar a suas ações, exceto em reação ao mago. As jogadas de outros participantes são constantes para as mesmas ações em todas as realidades. O jogador deve declarar todas as suas ações antes de resolvê-los. Ele não pode usar informações de uma realidade para influenciar suas ações em outra. Uma vez que o mago se revezam, ele escolhe um. O resultado dessa vez se torna o verdadeiro resultado e todos os participantes sentem os efeitos do que aconteceu nessa versão dos acontecimentos. 
Exemplo: Blixa lança o feitiço usando seus índices de Arcano de Tempo 4 e Sorte 3, optando pela potência máxima permitida de 3. Ele atira em um Guardião do Véu em duas realidades (o número máximo em que ele está autorizado a tomar essa ação), mas opta por fugir, por sua vez na realidade restante. Em uma realidade, ele se erra, mas não é ferido. Em outra, ele acerta seu inimigo, mas é baleado por quatro feridas letais. Na última, ele consegue pular um lance de escadas, fora do linha de fogo. Blixa opta por atirar e ser baleado. O resto nunca aconteceu.
        Clássico do Conselho Livre: No Trap - Sem Bloqueio
        Parada de Dados: Raciocínio + Ocultismo + Sorte
Blixa considera esta magia para ser "uma sinfonia oculta do self". Ele visualiza cada realidade como uma sequência de um instrumento, que se combinam para criar um som glorioso.

Perigos:
Doktor Kultur encantou cada LP (mas nenhum dos CDs) com uma versão do feitiço "Reprogramação Psíquica - Mente 5". Cada gravação começou com uma reserva de 11 Mana. Ele não acredita que ele está submetendo as pessoas com o controle da mente. Ele acha que o encantamento é uma cura para da influência da sociedade sobre o pensamento humano. O feitiço está escondido dentro de duas faixas de vocais. Um corre para a frente, o outro corre para trás. As faixas não são audíveis para os ouvidos humanos.

Uma parada de 10 dados para a "Reprogramação Psíquica" fazer efeito, claro, depois que alguém ouviu o LP inteiro para frente e para trás. Isso não precisa não precisa ser em única sessão. Os componentes mágicos da performace mudam a cada ouvinte. 
Sucesso: Efeito
1 - Ele despreza as instituições que reivindicam autoridade moral (como igrejas, polícia) e
se sente compelido a destrui-los. Ele quer incendiar uma igreja se ele pudesse fugir ou enganar a polícia em busca de um criminoso.
2 - Ele se considera um sabotador dentro de qualquer organização hierárquica a que pertence
e age em conformidade. Ele nunca ajudar um Consilium manter seu controle sobre o poder e se a oportunidade surgir ele pode levar a sua derrubada.
3 - Ele se recusa a obedecer a códigos formais de comportamento a menos que haja um benefício claro e imediato para fazê-lo. Se ele tem uma moralidade elevada ele vai começar a roubar lojas em um shopping center, mas ele não iria bater carteiras.
4 - Ele busca vingança contra qualquer um que frustra sua vontade de um modo mais seguro. Se ele tem uma moralidade baixa, ele pode matar os inimigos.
5 - Ele nunca perde uma oportunidade para satisfazer seu vício, quando seria razoavelmente seguro
para fazê-lo. Este efeito assemelha-se ao feitiço "Disinhibiting Sympathy" de Kultur, exceto que o personagem não pode fazer um teste de Perseverança + Autocontrole para resistir.


Pesquisando: Dark Revolution
Habilidade Apropriada: Expressão
Ação: Extendida (13 sucessos)
Tempo de pesquisa: 3 horas; uma hora
Bibliotecas apropriadas: Música Moderna, Conselho Livre, Satanismo;
Bônus: Músico (+1), Fã de Black Metal (+1)
Sucessos e Informações:
1-3: A pesquisa na web vira para cima da revisão em devilmusicradio.com. 
4-6: Schattenbahn é uma banda de Black Metal de Hamburgo. E Dark Revolution é a seu álbum mais raro, é o LP de vinil de edição limitada. Apenas 10 foram feitas.
7-9: Schattenbahn é do Canadá. Ela só faz negócios na Alemanha. Sua música incorpora simbolos da Atlântida e ocasionais fragmentos da Língua Sublime.
10-12: Dark Revolution é a tentativa do Schattenbahn de trazer a magia Libertina para as massas. Algumas cópias do álbum possuem clássicos, que representam cada torre, com uma saudável dose de ideologia rebelde.
13+: Os LPs de vinil são na verdade grimórios. Eles não só ensinam mágica, mas magicamente promovem uma postura anti-autoritária. Ouvintes foram se comportam estranhamente, abandonam seus empregos e são presos por atos de vandalismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário